A inversão dos valores em Nietzsche, início em 04/03/13



Qual é a origem do pecado, da culpa, e do ressentimento? São sentimentos que se tornaram tão comuns que podem nos levar a acreditar que eles são inerentes ao homem. O filósofo Friedrich Nietzsche, em sua genealogia, afirma que esses sentimentos são inseparáveis de uma moral que reprime continuamente as forças ativas do homem. Mas como essas forças não somem, é inevitável que haja um conflito entre a moral que reprime e a vontade de potência que quer expandir-se. Assim, segundo Nietzsche, o homem torna-se reativo quando vive limitado apenas à conservação da sua existência, o que faz multiplicar o seu sofrimento e a necessidade de viver cada vez mais submetido à reprodução de valores nascidos do ressentimento e da negação da vida. Para Nietzsche, a felicidade corresponde ao crescimento da potência e à criação de valores, o que torna desnecessária toda crença em um ideal ascético, isto é, em um modelo de perfeição que esmaga as diferenças.

- O curso é destinado a interessados em geral e não é necessário ter conhecimento prévio para participar.
- Os alunos terão acesso exclusivo aos áudios de todas as aulas.
- Cada aula é dividida em três partes: na primeira parte, exposição dos conceitos; na segunda parte, perguntas dos alunos; na terceira parte, comentários de trechos selecionados das obras Genealogia da Moral e O Anticristo.


 PROGRAMA

AULAS 1 e 2: A exigência nietzschiana por uma crítica dos valores morais, ou seja, de colocar em questão o valor dos valores morais. A relação entre fisiologia e valor moral. O ressentimento como memória das marcas.

AULAS 3 e 4: A inversão dos valores no ocidente a partir do ressentimento. A diferença entre o "bom e mau" (reinterpretação do homem reativo) e o "bom e ruim" (interpretação do homem ativo).

AULAS 5 e 6: O sacerdote-pastor (judaico e cristão), o homem-rebanho e o ideal ascético: a aliança entre os homens do ressentimento. A diferença nietzschiana entre o Jesus de Nazaré e o Jesus do cristianismo.

AULAS 7 e 8: A má consciência como interiorização das forças ativas e a reprodução do sentimento de culpa pela moral. O Estado e a domesticação crescente do homem.


Início: segunda-feira, 04 de Março de 2013
Duração: 8 aulas, de 04/03 a 22/04
Horário: às segundas, das 20hs às 22hs
Valor: 2 parcelas de R$ 160,00
Endereço: Espaço Mundo Pensante
Rua Treze de Maio 825 (próx. ao Metrô Brigadeiro), Bela Vista, São Paulo


Inscrições:
Envie um e-mail para amaureks@gmail.com e informe nome, e-mail e telefone. 
O pagamento da primeira parcela é feito no local do curso, na primeira aula.
Vagas limitadas.




 


Amauri Ferreira é filósofo, escritor e professor. Ministra cursos livres de filosofia e palestras em diversos espaços culturais e instituições de ensino. É autor dos livros "Introdução à Filosofia de Spinoza" (Editora Quebra Nozes) e "Introdução à Filosofia de Nietzsche" (Editora Yellow Cat Books). É também autor dos artigos "Mente, corpo, imaginação e memória em Espinosa", "Culpa, ressentimento e a inversão dos valores em Nietzsche" (ambos publicados pela revista Filosofia, da Editora Escala) e "Corpo e pensamento: a invenção de outro sentido" (publicado pela Revista Reichiana, do Instituto Sedes Sapientiae).

Livros e artigos para download, cursos, vídeos e áudios estão disponíveis em www.amauriferreira.com

Acompanhe também pelo Facebook e Twitter.  
 



Comentários